Perfil Genético Anti-Aging AginGen

 

Perfil Genético Anti-Aging AginGen

O envelhecimento progressivo da população nos países desenvolvidos despertou um grande interesse para uma melhor qualidade de vida, livre de doenças, melhor forma física e mental. Este interesse da população levou ao desenvolvimento da Medicina Anti-Aging, também conhecida como Medicina Preventiva Personalizada.

A Medicina Preditiva vai para além disso pois utiliza a análise e conhecimento da susceptibilidade genética individual.

Se prevenir é a atitude inteligente, saber o que prevenir é muito melhor.

 

 Factores de Susceptibilidade

 Perfil Genético Agingen

 Indicações 

 Factores de Susceptibilidade

 Anti-envelhecimento e factores genéticos de susceptibilidade

Em relação à probabilidade de desenvolver uma determinada doença todos temos um risco mínimo que varia de pessoa para pessoa. Algumas apresentam maior probabilidade  que outros devido a diversos factores ambientais e  hábitos de vida, mas também devido a factores de susceptibilidade genética. O património genético é determinado com a fecundação e é específico de cada indivíduo.

Os conhecimentos já obtidos da análise do genoma humano permitem já hoje ter informação sobre a forma como os nossos genes influenciam o desenvolvimento e a progressão  de algumas doenças da idade adulta, bem como  conhecer alguns dos mecanismos responsáveis pelo processo de envelhecimento.

Sabe-se actualmente que certas “variantes” de genes, conhecidas por polimorfismos, podem ter efeitos, negativos ou positivos, na esperança de vida de cada um, reduzindo ou  aumentando o risco para várias doenças  degenerativas, com reflexo na nossa qualidade de vida.

A susceptibilidade genética às doenças, é o resultado de múltiplos factores de inter-relação complexa, de carácter poligénico (vários genes) e multifactorial. Os factores ambientais  e hábitos pessoais de vida podem ter efeitos  negativos ou positivos, sendo o efeito final para cada indivíduo o resultado das várias influências dos factores genéticos e dos factores  ambientais.

O conhecimento da nossa susceptibilidade genética às doenças do adulto possibilita a actuação da medicina preventiva de forma orientada e personalizada, com o objectivo de as  evitar ou retardar melhorando o seu prognóstico  e reduzindo a sua gravidade.

Não podemos modificar os nossos genes, mas podemos modificar os seus efeitos sobre a nossa saúde, modificando os nossos hábitos e os estilos de vida.

Topo

 Perfil Genético Agingen

 A análise genética consiste na avaliação de 66 polimorfismos em 47 genes, os quais estão relacionados com a susceptibilidade genética:

  • Doença Cardiovascular: metabolismo lípido, trombose, hipertensão e vulnerabilidade endotelial
  • Obesidade
  • Osteoporose
  • Tóxicos e Hormonas
  • Stress Oxidativo
  • Resposta a fármacos

 O relatório do perfil AginGen faculta informação das susceptibilidades genéticas, uma interpretação clínica dos resultados e recomendações preventivas personalizadas, quer a nível de nutrição (macro e micro-nutrição) quer de  outros factores de estilo de vida em função da informação fornecida no questionário clínico. 

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                 Topo

 Indicações

 O perfil genético AginGen está indicado em:

  • Pessoas que desejam manter e melhorar o seu actual estado de saúde físico e mental, prevenindo, na medida do possível, as doenças crónicas frequentes na idade adulta.
  • Pessoas com antecedentes familiares de doenças frequentes na idade adulta.

 Em Medicina Preventiva, quanto mais cedo pudermos pôr em prática as recomendações médicas preventivas e adoptar estilos de vida saudáveis, mais precocemente se evidenciará o seu efeito sobre a nossa saúde, evitando, na  medida do possível, o desenvolvimento de doenças para as quais apresentemos uma maior susceptibilidade genética.

 Aconselha-se a realizar este perfil genético a partir dos 18 anos. O perfil genético de cada pessoa determina-se no momento da concepção e não varia ao longo da sua vida. Por conseguinte, basta realizar esta análise uma  única vez na vida.

Topo

 

selo de recomendacao html